Ultimamente tenho observado, que cada dia em minha vida, tem se mostrado de forma realmente surpree

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

MEU LÁPIS

Bom dia, meu lápis, meu amigo,
Companheiro calado da poesia
Sou feliz quando estou contigo
Por ti passa toda minha alegria.

Eu te tenho na minha mão

Para sobre o amor escrever
Meus poemas em fecundação
Fazendo parte do meu viver.

Estou escrevendo pra você

És meu parceiro na escrita
Você nem pergunta por que
Escrevo o que sinto na vida.

Sobrevoo a emoção e a razão

Imagino e descrevo o que sinto
Nos momentos de amor e paixão
Minha fonte, és tu menino.

Maryjose

Um comentário:

Jorge Teixeira da Costa disse...

ncnQuando em pequeno, meu apelido era lápis, por causa de ter uma grande coleção.
Sera que é o que estou pensando.
Beijos.