Ultimamente tenho observado, que cada dia em minha vida, tem se mostrado de forma realmente surpree

sábado, 2 de agosto de 2008

Tenho ciúme

Tenho ciúme do vento
Que beija os teus cabelos
Aborreço-me com o tempo
Que te leva para longe
Sem ouvir os meus apelos.
Tenho ciúme do Sol
Que mesmo lá do infinito
Manda seus raios dourados
Bronzear teu corpo escultural
Para ficar mais bonito.
Tenho ciúme da Lua
E toda constelação
Que exerce em ti fascínio
Ocupando grande espaço
Em teu romântico coração.
Tenho ciúme das ondas
Que vem teu corpo abraçar
Refletindo em teus olhos
Toda magia e beleza
Do azul da cor do mar.
Tenho ciúme dos pássaros
Que ao alvorecer deixam os ninhos
Para cantarem em tua janela
Acordando-te de mansinho.
Tenho ciúme da noite
Que te faz adormecer
Conduzindo-te em sonhos
Por outros lindos caminhos
Que nem sequer vou saber.
Tenho ciúme das flores
Que desabrocham ao teu sorrir
Tenho ciúme de tudo
Que não posso competir.
Mas na luz desses meus versos
Aprendi que sou um tolo sofredor
Porque tendo tudo que mereces
É só meu teu grande amor.

Não fiu eu que escrevi....mas descreve exatamente o que sinto hoje

Nenhum comentário: